quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

NÃO SOU ESQUIZOFRÊNICA! (POEMA)



Um dia desses ouvi que não sou esquizofrênica, que estou esquizofrênica!
Então, estando esquizofrênica, posso transgredir,

Mudar conceitos pré-estabelecidos.
Ver tudo de uma só cor,
Viajar pelas estrelas, subindo pelo teto do meu quarto.
Ter amigos naturais, irreais, sobrenaturais...
Ter sussurros e vozes em meus ouvidos, sem que ninguém escute.
Ser eu e ser outra,
Poder viajar sem ter comprado passagem,
Ir a lugares onde só eu e eu estivemos.
Atravessar portas, janelas, muros e paredes.
Falar com aquela pessoa ao telefone. Mesmo com ele no gancho.
Ser bela e ser horrível.
Ver o riacho correr até o mar...
Ver o passado, estar no passado. Sem lá ter estado.
Ser perseguida e perseguir.
Ter toda coragem do mundo.
Sentir a falta de coragem.
Ser só e nunca estar só, sempre estar acompanhada,
Ser iludida por falsas ilusões.
Ter esperanças do que não posso esperar.
Ser criativa, sem ter necessidade de criar, nem obrigação.
Sonhar, delirar, alucinar, sem precisar decifrar.
Pensar como criança, ler livros de criança, ter a doçura de criança.
Mas e no dia que deixar de estar esquizofrênica o que eu serei?
O que estarei?
Estarei feliz?


Por Dina Doiche (Julho 2007).

6 comentários:

Anônimo disse...


Realidade de um passado esquizofrênico
Pensamentos me atormentam a mente
Devo torna-los realidade
Devo obedecêr
O Céu se abaixa para mim, Jesus ....
Penso que Jesus quer me ver cantar
Sim cantar louvores
Perco sono ..., olhos não fecham
Ficam estalados , não posso dormir
Tenho que permanecer acordada
Sinto uma energia mover meu corpo
Sem que eu queira é uma força
O Mal esta me rodeia
Cochichando em meu ouvido, minha mente
Jesus me proteja ...eu sou um Anjo agora
Tenho Assas ....
Tenho q decorar a bíblia toda , vou conseguir
Depois vou fazer uma viagem
Vou viajar pro inferno
Mas depois volto , sim voltarei
Zombam de mim as vozes
São muitas ao mesmo tempo
1,2,3,4 da manhã sem pregar os olhos
Não posso dormir ...
Ele vai me pegar , se eu dormir ele vem me pegar
Ele vai possuir meu corpo
Vai roubar minha alma
As musicas .....sim sou um anjo do senhor.

tafal disse...

ESQUIZOFRENIA
ESTOU SÓ MAIS NÃO ME SINTO SOZINHO.


Às vezes ouço vozes
Às vezes vejo vultos
Procuro e não encontro
Não consigo perceber
Perco-me entre um vulto e outro
Às vezes chego a me ensurdecer com os gritos
Gritos são esses de um enorme silencio
De quem são esses gritos, a eu sei.
Esses gritos são meus que vem de dentro do meu eu
Dentro de mim há uns vazios só gritos que quebram um silencio
Dos vultos que está em um vai e vêm ao alcance dos meus olhos, vultos que só eu percebo.
Estou me procurando para ir comigo mesmo atender a voz que me chama
Ao meu redor tem uma multidão de vultos que não é companhia
Então continuo só pensando em mim que pensa que esta perdido
Mais com a certeza irá te encontrar como eu assim me encontro
Mesmo assim eu estou só.

Alexia Lima disse...

Estar sozinho e ao mesmo tempo acompanhado,
Cantar uma música com aquele meu velho companheiro,também solitário,
As vezes me dói os ouvidos quando escuto aqueles gritos

Wandy coiffeur disse...

Ouço gritos
Mas que gritos, são gritos de socorro;
Minha clama por descanso
Não aguento a solidão
Mas que solidão se são tantos a minha volta
Nossa por horas me vejo lúcido
Quero voltar a minha loucura, doçura
Prefiro a loucura
Do que a doçura da minha realidade
Realidade cruel que me atormenta
Com gritos vozes que me acompanha
Mas sem ter ninguém ao meu lado
Mas tem uma multidão
Multidão dentro de mim
Ninguém as vê
Só eu as vejo fora de mim
Dentro ou fora parece real
Gritos de súplica gritos de dor
Quem são vocês ?
Gente morta ?
Ou apenas fruto da minha mente
O que real
Ou sub real
Ouço gritos eles são gritos de alguém
Alguém aprisionado no meu passado
Alguém que pede pra sair.
Sair ser libertados do meu passado.

Wandy coiffeur disse...

Ouço gritos
Mas que gritos, são gritos de socorro;
Minha clama por descanso
Não aguento a solidão
Mas que solidão se são tantos a minha volta
Nossa por horas me vejo lúcido
Quero voltar a minha loucura, doçura
Prefiro a loucura
Do que a doçura da minha realidade
Realidade cruel que me atormenta
Com gritos vozes que me acompanha
Mas sem ter ninguém ao meu lado
Mas tem uma multidão
Multidão dentro de mim
Ninguém as vê
Só eu as vejo fora de mim
Dentro ou fora parece real
Gritos de súplica gritos de dor
Quem são vocês ?
Gente morta ?
Ou apenas fruto da minha mente
O que real
Ou sub real
Ouço gritos eles são gritos de alguém
Alguém aprisionado no meu passado
Alguém que pede pra sair.
Sair ser libertados do meu passado.

Dicas da Lú disse...

Meu nome é Luana tenho 18anos,tenho dificuldade para dormir às vezes devido às vozes que ouço, tenho medo de dormir sozinha, vejo vultos, pessoas e crianças correndo, sinto presença de alguém comigo, às sinto alguém me tocando, estou assim tem 4anos,nunca fui a um psicólogo e quando conta para alguém ninguém acredita!!! Pensam que sou louca ou é mentira. Às vezes cada vez pioram e não é da minha cabeça, vejo pessoas direto, sinto presença de pessoas as vezes, suando olho pro meu corpo vejo símbolos como símbolos africanos e se mexem no meu corpo eu não aguento mais!!