Loading...

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

DEPOIMENTO DE UMA ESQUIZOFRÊNICA


 "Um dia, ela descobriu sozinha que era duas!
A que sofre depressa, no ritmo intenso e atroz da noite,
e a que olha o sofrimento do alto do sono, do alto de tudo,
balançada num céu de estrelas invisíveis
sem contato com o chão"


Cecília Meireles






Na adolescência tive o primeiro surto, mas foi diagnosticado como depressão grave.
Há seis anos atrás, tive o segundo surto, e tentei suicídio duas vezes. Fui internada em um Sanatório, e após passar por quatro psiquiatras, obtive o laudo definitivo: Esquizofrenia Paranóide.
O inicio foi difícil, e é até hoje. Precisei parar de trabalhar. Eu era Técnica de Qualidade em uma Multinacional, havia acabado de ser promovida e não aceitava estar na condição de auxilia-doença, não suportava precisar deixar meu trabalho que eu tanto gostava.
Meu marido foi em vários lugares, pois diziam ser espiritual, vários representantes de diferentes igrejas estiveram na minha casa, mas nada até agora me curou.
Mudei varias vezes de antipsicóticos, antidepressivos, ansiolíticos, cada com  efeito colateral pior que o outro. Engordei 15 quilos.
Tinha medo de precisar voltar ao Sanatório, medo de surtar novamente, medo de perder meu marido, mas ele até hoje nunca me abandonou.
Tenho sintomas como delírios, alucinações visuais, auditivas (vozes), olfativas (cheiro de coisa estragada, de coisa podre), confusão mental, embotamento afetivo, apatia... As vozes dizem sempre o pior: suicídio. Humilham-me. Comparam-me com o que eu era e o que eu sou hoje, etc.

O momento mais difícil foi no Instituto “B” (um sanatório) através do SUS. É muito difícil ficar lá. São várias patologias misturadas: bipolares, alcoólatras, boderlines, dependentes químicos, esquizofrênicos... Todos misturados, e cada um com uma necessidade.
Sofri muito com dois dependentes químicos... Existe uma lei "velada" que passa despercebido pelo setor administrativo, e se você falasse era pior, pois você sofria  represália dos internos (desses dois).
Sou muito sensível, e sofri muito nas mãos dos "chefes", que são os internos mais antigos e mandam no pedaço.
Quando meu marido me enviava dinheiro para gastar na cantina, eu era obrigada a gastar em cigarros para eles. Cheguei a apanhar de um deles. Levei um tapa no rosto que me dói ainda hoje.
Tudo que eu recebia de alimento tinha que ser dividido com todos.
Eu não falava nada para o meu marido, pois tinha medo. Até que um dia ele percebeu, e com muito esforço financeiro me colocou na área particular. Lá eu tive atenção, as patologias eram separadas, tínhamos terapia ocupacional... Mas não conseguiam acertar a dose do antipsicóticos, então tentei suicídio lá dentro, na piscina.
Fui para a área de isolamento e fui submetida a várias sessões de eletroconvulsioterapia, aí eu melhorei, fiquei mais calma.

Tenho algumas técnicas que utilizo para controlar os sintomas: para as vozes, eu ouço musica alto e aprendi que elas são frutos da minha mente.
As alucinações visuais são mais difíceis, porque se estou vendo um homem de terno cinza, estou vendo e pronto! Aprendi a tocar levemente as pessoas para ver se elas são reais ou imaginárias.
Se estiver vendo cachorros de tamanho da porta do meu quarto, penso: “não existem cachorros desse tamanho!”.
A alucinação é terrível, pois descontrola a gente; dá medo...
Para as alucinações olfativas eu ainda não descobri um jeito para melhorar, infelizmente.

Estou sempre em baixa, só fico em alta quando estou fora de casa, vendo coisas diferentes, pessoas reais. Em casa fico sozinha o dia inteiro.
Tenho um filho, mas ele faz Agronomia em Botucatu, namora e mora em uma república. Sempre que pode vem me ver.
Meu marido trabalha em Jundiaí, e só chega em casa à noite. Antes ficava com minha mãe, mas ela faleceu faz oito meses.

Defino minha vida como triste. Dependente de remédios, com confusão mental, com apatia. Falta-me raciocínio... Vivo com efeito colateral dos medicamentos.
Só estou bem quando estou na equoterapia, ou quando chega à noite e meu marido chega do trabalho, Conversamos, jantamos juntos, mas logo tenho sono por causa do ansiolíticos, então vou dormir e ter pesadelos. As horas de sono oscilam: tem dia que durmo muito, tem dia que tenho insônia.

É mais ou menos assim, um dia de cada vez... Mesmo sabendo que existem patologias piores, sou muito triste.


Depoimento cedido por Dina Doiche, casada, residente em Jaguariúna - interior de São Paulo.

25 comentários:

Zípora Prado disse...

Muito triste seu relato. Sua vida não difere muita coisa da minha. Tenho transtorno Bipolar. Seu depoimento mexeu com meu coração. Vamos ter esperança. Um beijo p vc Dina e p dona desse blog.

jan disse...

Olá Dina!! estou sofrendo muito pois minha mãe estava falando coisas absurda então levamos em um psiquiatra a tres dias atraz! ele passou um monte de remedio, e encaminhou pra um tratamento... oq li aki no blog consegui imaginar oq ela esta sentido...mas não sei como lidar com ela pois falamos q ela tinha passado em um clinico...suspiro bjs e melhoras pra vc

Anônimo disse...

Fiquei mexida com sua hitória, meu marido tem esquizofrenia,desde que o conheço o trato normalmente, pra falar a verdade esqueço ue ele tem essa doença, já sofei muito com ele principalmente no começo com suas traições, somente após uma cirurgia do coração ele passou a gostar de mim, pois fui a única que ficou do lado dele, ás vezes tento brigar com ele mais fica difícil pois percebo que faz asa coisas sem noção,já pensei em abandoná-lo, mas eu nunca faria isso pois eu o amo muito, temos um filho lindo, o problema é que ele não consegue trabalhar fixo e eu tenho medo de trabalhar e deixar meu filho de seis meses com ele, a primeira vez que ele ficou com meu filho, quando eu cheguei o emnino esta vomitando sem parar, tive que correr com ele para o hospital, e não entendia o que havia ocorrido, e depois descobri que o meu marido e a minha cunhada brigaram na presença dele discutiram então assustaram o menino que ficou muito abatido, cortou meu coração ver meu filho naquele estado, por essa razão hoje eu tenho muito medo de deixar meu marido sozinho com ele.Eu comecei a entender um pouco sobre as esquezofrenia por assistir o filme uma menausa disso sempre perdou meu marido em seus erros ou deslizes. Tenho medo que o que eu pense ser amor é simples mente o cuidado como uma mãe que sempre cuida de seu filho. O importante é saber que isso não ´[e um lepra como alguns ignorantes tratam e sim um modo diferente de viver a vida e de ver e viver a fantasia longe do real, mas que um pouco de amor e com os remédios é possível controlar a doença.As pessoas diziam quando eu namoravameu marido para deixá-lo pois ele era louco e eu sempre o defendi e disse que ele não tinha nada, um dia levei ele numa festa de família e peguei uma prima contando para uma convidada que ele era igual o tarso da novela e depois no outro dia fiquei sabendo que um primo meu estava ajuntando uma galaera para zoar ele, fiquei muito triste hj se vamos alguma festa de família eu não o deixo sozinho pois sempre estou pronta pra defendê-lo. E agora estou apreensiva em relação ao nosso filho, tenho muito medo de deixar ele cuidar sozinho do menino, mas eu vou me informar com seu psiquiatra se posso deixar as coisas seguirem seru percurso normal já que ele é o pai. Mas eu desejo toda felicidade do mundo e tenha fé sempre no pai tudo na vida é um aprendizado, alguma coisa a vida está ensinando com isso que você vive hoje , seja pra você ou pra alguém eu creio nisso. BJS

Anônimo disse...

retificando meu teclado esta com problmeas. O FILME UMA MENTE BRILHANTE QUE MOSTRAUM ESQUIZOFRENICO

Anônimo disse...

oi meu nome e vir seu depoimento e percebi que vc e digna de todoa minha adimiracao vc tem tudo que pessoas aparentimente sadia nao tem que e o amor verdadeirodo seu marido e filho DEUS te deu a o portunidade de viver entoa aproveite faca doas suas alucinacoes motivoos de felicidades.

Anônimo disse...

oi, sei o quanto vc sofre tenho esquizoafetivo levei anos para descobrir passando de médico em médico remédios e mais remédios, me cazei muito nova tenho marido e três filhas adolessente tem alguma coisa dentro de mim q diz q meu marido ñ me ama mais e´só está comigo por piedade engordei demais p conta dos medicamentos sou antipatica ñ gosto de ninguem ninguem gosta de mim as veses tento sair por insistencia do meu marido más tenho vontade de voltar na mesma hora é como se o meu corpo tivesse na festa más a minha alma tivesse em casa na cama chorando, o psiquiatra q me aconpanha me ouve e me entende ele diz q e raro esse meu problema más os uotros médicos ñ,tenho q fazer perice pois trabalhava e estou no auxilio doença o q mais me doi é quando ele me olha e pergunta quando e q eu quero ficar boa é a maior humilhação q já passei vejo vultos, ouço vozes,q me humilham.tentei suicidio 4 vezes apezar de ter familia me sinto muito só é terrivél olhar nus olhos das pessoas e ver q elas são obrigadas a te aturar sei q um dia eles vão se cansar e eu vou ficar sozinha sei tanbém q ñ vou suportar. já rezei muito pedir a deus p ficar boa isso ñ aconteceu, depois pedi p me conformar e aceitar essa doença isso tbém ñ aconteceu, então pedi a ele p me levar más isso tbém ñ aconteceu todos os dias antes de dormir eu pesso a deus p me levar más quando amanhece estou viva ñ tenho mais fé em nada nen en ninguém sofro muito o pior é q sou consiente o médico disse q essa é a diferença ente os equizofrenicos e os esquizoafetivos ñ surto vejo a realidade como ela realmente é ñ consigo ser boa mãe, nen boa filha,nen boa esposa em fim ñ sou boa em nada sofro de mais e como se nesse mundo ñ tivesse lugar p mim.

Anônimo disse...

oi, sei o quanto vc sofre tenho esquizoafetivo levei anos para descobrir passando de médico em médico remédios e mais remédios, me cazei muito nova tenho marido e três filhas adolessente tem alguma coisa dentro de mim q diz q meu marido ñ me ama mais e´só está comigo por piedade engordei demais p conta dos medicamentos sou antipatica ñ gosto de ninguem ninguem gosta de mim as veses tento sair por insistencia do meu marido más tenho vontade de voltar na mesma hora é como se o meu corpo tivesse na festa más a minha alma tivesse em casa na cama chorando, o psiquiatra q me aconpanha me ouve e me entende ele diz q e raro esse meu problema más os uotros médicos ñ,tenho q fazer perice pois trabalhava e estou no auxilio doença o q mais me doi é quando ele me olha e pergunta quando e q eu quero ficar boa é a maior humilhação q já passei vejo vultos, ouço vozes,q me humilham.tentei suicidio 4 vezes apezar de ter familia me sinto muito só é terrivél olhar nus olhos das pessoas e ver q elas são obrigadas a te aturar sei q um dia eles vão se cansar e eu vou ficar sozinha sei tanbém q ñ vou suportar. já rezei muito pedir a deus p ficar boa isso ñ aconteceu, depois pedi p me conformar e aceitar essa doença isso tbém ñ aconteceu, então pedi a ele p me levar más isso tbém ñ aconteceu todos os dias antes de dormir eu pesso a deus p me levar más quando amanhece estou viva ñ tenho mais fé em nada nen en ninguém sofro muito o pior é q sou consiente o médico disse q essa é a diferença ente os equizofrenicos e os esquizoafetivos ñ surto vejo a realidade como ela realmente é ñ consigo ser boa mãe, nen boa filha,nen boa esposa em fim ñ sou boa em nada sofro de mais e como se nesse mundo ñ tivesse lugar p mim.

Anônimo disse...

Para quê tristeza? Só te faz perder tempo... Você tem que reconhecer que você é assim, esse é o seu normal, e toca o barco para frente, meu problema é bem diferente, não é na mente, superei quando reconheci que sou assim, e desse jeito que sou me adaptei e faço tudo como se fosse normal.. não adianta ficar fantasiando que poderia ser assim ou assado, que seria melhor se não tivesse o problema, não perca seu tempo, faça tudo como se fosse normal com muita alegria... você já tem indícios de superação, usando formas de reconhecer uma ilusão, agora falta superar de que esse é o seu normal e viver a vida..

Anônimo disse...

Mulher forte e admirável. Exemplo de vida, exemplo de sensibilidade, exemplo de força, dignidade...
Enfim, exemplo de tudo!

genaro disse...

Desejo que todas as orações realizadas todos os dias mundo afora sejam convertidas em favor dos que sofrem devido a eaquizofrenia, Por isso agora eu peço e suplico humildemente ao Senhor DEUS, nosso Pai que em nome do vosso FILHO JESUS CRISTO nosso intercessor, venha nos conceder esta graça. Amém.

Anônimo disse...

A PAZ do SENHOR vos acompanhe, a todos que sofrem com a esquizofrenia. Em nome de JESUS peço humildemente a DEUS nosso Pai, a sua intervenção em favor de vocês. Reebam todos a LUZ do ESPÍRITO SANTO DE DEUS. AMÉM

Anônimo disse...

TENHO ESQUIZOFRENIA A 25 ANOS E HOJE ESTOU ACHANDO MELHOR TER ESQUIZOFRENIA DO QUE NÃO TER.

SALOMÃO CARVALHO disse...

TENHO ESQUIZOFRENIA A 25 ANOS E HOJE ACHO MELHOR TER DO QUE NÃO TER..............CONFORTABLY NUMB.

Anônimo disse...

eu sofro com isso também. tenho algo como ''transtornos delirantes'' é um quadro da esquizofrenia. mas parece que não é bem isso. eu consumi muitas drogas na adolescência comecei muito novo e sempre soube que era diferente. foi quando fui internado pelos meus pais. e quando sai fui fumar um baseado e ai tudo começou..e nunca mais foi a mesma coisa.. eu estou com 21 e tenho mania de perseguição escuto vozes.. paranoia de ser preso não sei de onde vem isso..eu passei os meus 16 anos fechado num quarto na casa da minha tia..ouvindo vozes que diziam ''te mata'' ''desaparece'' eu acreditava ser espiritos e que tudo fazia parte de uma conspiração..eu não posso dizer que sou feliz..porque não é assim.. tem uma cicatriz que eu nunca mais vou conseguir tirar..eu não entendo quando alguem sofre por coisas sem razão..tira a vida de uma pessoa por um bem material..tendo tudo ao seu redor. estava tomando só ''saprhis'' mas usei leponex,depakote,zyprexa,carbolitium..engordei muito vivia dormindo e triste..eu perdi muito do meu tempo.. pessoas com tendencias que nem essas não podem usar nenhum tipo de droga..alerto! nem alcool..porque só piora tudo..estou a 2 dias sem tomar nenhuma medicação e estou me sentido bem até..parece que meu caso ainda tem solução..eu consigo me concentrar..ler..curso faculdade..eu so relatei uma parte de tudo que aconteceu..os meus pais sofreram muito..e eu sofro mais ainda por isso...resumindo é uma sorte muito grande eu estar vivo..e se eu continuasse fumando mesmo que fosse só a maconha...eu estaria num manicômio até hoje..ou morto. bom.. desejo toda sorte para pessoas como nós...não use drogas ou pode acabar como eu. fim.

Anônimo disse...

OI ME CHAMO FRANCIELE E TENHO ESQUIZOFRENIA SÓ ME DEU UM SURTO ATE HOJE TIVE EM 2011 HOJE EM DIA TOMO REMEDIOS QUANDO ME DEU O SURTO EU OUVIA VOZES DIZENDO PRA MIM FUGIR DE CASA QUE EU TINHA QUE FAZER UMA VIAGEM PRO INFERNO E QUE EU ERA UM ANJO FOI HORRÍVEL MAS PRO ENQUANTO ESTOU TOMANDO REMEDIOS E ESTOU NORMAL.

Anônimo disse...

É realmente uma doença terrível.Meu marido surtou quando estávamos com quatro meses de casados.Sofri muito, por ele e por mim.Pensei que não iria suportar aquela situação. Mas graças a Deus estamos superando todo o sofrimento. Isso já faz um ano e sete meses. Meu marido tenta levar um cotidiano normal. Toma medicação diariamente, trabalha,pratica atividade física.Faço de tudo para que ele seja feliz,dou muito carinho e amor, embora saiba que ele sofre por conta dessa enfermidade. O mais importante é a família dar amor,carinho, atenção e não fazer cobranças,nem pressões. E acima de tudo buscar ajuda em Deus, pois só Ele pode confortar nossos corações em meio a tantas dores. Que Deus abençoe a todos!

Anônimo disse...

Você é importante para seus familiares e eles te amam muito... já que você é consciente, tente entender que você só não entende isso por causa da doença- sei que não é fácil- mas vale a pena tentar! Faça como a nossa amiga aí em cima falou: quando o pensamento vier, combata-o com outro do tipo: sou importante, minha família me ama e por mais que nao pareça neste momento, esta é a verdade! Que Deus te abençôe abundantemente e te conforte! Te traga a cura para sempre! Bjos

Anônimo disse...

Que você continue assim. Tenha sempre em mente que é somente um sintoma, assim como temos febre, quando estamos resfriados...Vale dizer que para Deus não existem impossíveis e que Jesus morreu na cruz para levar todas as nossas doenças. Creia em Jesus. E viva em paz!

Bruno R disse...

Moça me deparei com seu depoimento e fiquei muito triste, mas digo - lhe tu cre se quiser ta bom? Amiga ja vi várias pessoas se dizendo ter essa enfermidade quando na verdade não passava de obras de macumbaria, faça o seguinte procure ir em uma Igreja Pentecostal Deus é Amor, para aumentar sua fé ouça a rádio no site www.ipda.com.br, tenho ctz absoluta q a sua mente é sã, e isso foi obra de macumbaria que fizeram pra vc, estarei aqui orando por vcê mas msm que vce não acredite seu caso tenm solução sim.... À paz do senhor Jesus irmã e tenho ctz que em breve vce estará aqui contando sua vitória. Amém Jesus.

alex mendes disse...

DEPOIMENTO DE UM ESQUIZOFRENICO
POSSO DIZER QUE TAMBEM LEVO UMA VIDA DIFÍCIL RELACIONADA Á ESQUIZOFRENIA. AS COISAS SÃO REALIZADAS Á MAIORIA DAS VEZES SEM NOÇÃO. NO INICIO COMECEI NA TER CRISES DO TIPO EPILEPSIA. CONSIDERADA CRISES PARCIAIS. ESSAS CRISES DERAM INICIO EM 2001 DE MAIS PARA MENOS. COMECEI A FAZER TRATAMENTO COM NEUROLOGISTA NO IAMSP SÃO PAULO. FIZ TODOS OS EXAMES E ATÉ HOJE NADA, SEM UM DIAGNOSTICO CORRETO. MAS MESMO ASSIM TOMO REMÉDIOS COMO ACIDO VALPROICO FENITOINA E CORRELATAS. PASSADO ALGUM TEMPO COMESCEI A TER PESADELOS, MAS DE FORMA TÃO REAIS QUE NÃO SEI EXPLICAR. LEVANTO DORMINDO E NA MINHA CASA APARECE PESSOAS ME PEDINDO PARA QUE EU AS TRAVESSE. ESSAS PESSOAS NÃO FALAM, MAS CONSIGO SABER O QUE QUEREM. VISUALMETE TÃO REAL. VOCE PODE TOCA-LAS. EM OUTRAS SITUAÇOES, TENTO FUGIR CONSEGUE LEVITAR, MAS SOMENTE EM DETERMINADA ALTURA. LOGO MAIS PERCO AS FORÇAS E NÃO CONSIGO MAIS LEVITAR . OUTRO DIA LEVANTEI A NOITE E MINHA CASA ESTAVA CHEIA DE PESSOAS. PARECIA ATÉ UMA FESTA, MAS SEI QUE NÃO TINHA NINGUEM NÃO ERA REAL. A COISA MAIS TORTURANTE QUANDO VOCE ACORDA ENTRE ELAS E ELAS PASSAM A NÃO EXISTIR MAIS. O SUSTO É TERRÍVEL. NO INICIO EU SÓ ESCUTAVA AS VOZES NA JANELA DE MEU QUARTO. PROCUREI MEU PSIQUIATRA NO IAMSP DR. LUCAS BERRONE (CUJO O MESMO É UM EXCELENTE MÉDIC) E INFORMEI A SITUAÇÃO INICIAL. E, ELE ME RECEITOU QUETIAPINA. ESTE MEDICAMENTO ME AJUDOU. ISSO ANTES DE EU TER AS VISÕES REAIS. TENHO MEDO DE PRECISAR SER INTERNADO EM SANATÓRIOS. JÁ TIVE POR VEZES VONTADE DE SUICIDIO. MAS A MINHA MÃE( FALECIDA) SEMPRE APARECE. E OUTRAS VOZES DISPUTAM PARA QUE O FATO SEJA CONSUMADO. NECESSITO VOLTAR AO PSIQUIATRA PARA QUE ELE POSSA ME AJUDAR. E POR ENCRIVEL QUE PARECE O ESTADO NEGOU MINHA LICENÇA SAUDE CONTRARIANDO A INDICAÇÃO DE MEU PSIQUIATRA. MINHA MENTE É CONTINUA NÃO SEI O DIA DE AMANHÃ, TENHO MEDO DE TER UM SURTO DENTRO DA ESCOLA. MAS SEI QUE ATRAVES DAS BENÇÕES DE DEUS, MEU PSIQUIATRA IRÁ ME AJUDAR A SOLUCIONAR MEU CASO. DR. LUCAS JÁ ME PRESENCIOU TENDO CRISES NO IAMSP. MAS CRISES NEUROLÓGICAS.
TIVE A ULTIMA CONSULTA NO DIA 03/12/2013, DEPOIS NÃO CONSEGUI REAGENDAR MAIS.
ALEX DE ASSUNÇÃO PRONTUARIO IAMSP N° 462180 00
IMAIL: YANSALLEO@GMAIL.COM
JUQUITIBA SP

Anônimo disse...

Olá, me identifiquei com sua história, e resolvi contar o que aconteceu comigo no final de 2013, quando tive um surto psicótico, devido um agravamento em uma infecção pielonefrite, onde ocorreu das bactérias deslocarem do meus rins; atingirem a corrente sanguínea e alojarem no meu cérebro, ocasionando altíssimas febres cerebrais.Durante este período fiz coisas inacreditáveis, que quem estava perto até assustavam;consegui trancar a porta com um termômetro, jogava copo de vidro na parede e ele continuava intacto, criei uma força fora do comum, que juntaram três pessoas para me segurar e não conseguiam sequer me erguer do chão.Tive visões inexplicáveis, tudo que via através de vidros e espelhos me amedrontava, via cemitérios, nuvens negras, rostos desfigurados, corpos ensanguentados ,no meu quarto notei presença de três pessoas, uma estava acompanhada por um cachorro feroz, vermelho de olhos azuis, a outra tinha uma voz suave e sempre que se aproximava, trazia um frescor e uma sensação de paz, e a terceira conversava comigo, eu sentia a cama mexendo quando sentava próximo, e tudo que me dizia eu sentia, teve uma hora que falou sobre rosas, e na hora senti o perfume, fazia eu ver o passado e partes do futuro, tive a sensação que estava morrendo, e na hora me vi dentro de um caixão cheio de terra, e senti o gosto da terra na minha boca.De tarde quando meus familiares viram que eu não estava melhorando, me levaram pro hospital e lá não foi diferente, todos os pacientes começaram a ficar alterados nervosos, foi uma sensação horrível.Eu não deixava ninguém encostar em mim, tiveram de me amarrar na maca, para aplicar tranquilizantes, me deram uma alta dose, e não fez efeito meu coração começou a disparar, e as pupilas estavam dilatadas, correram comigo para fazer tomografia.Graças a Deus não deu nada no meu cérebro, e fiz o tratamento todo, e consegui me curar, mas hoje aprendi a ter mais fé em Deus,sou católica ativa, vou ao grupo de oração e procuro ajudar pessoas que estão passando por alguma provação, pois se estou viva hoje é graças a Deus porque em nenhum momento que estava surtando, ele me abandonou, e quero falar para as pessoas que passam ou já passaram por isso para se aproximarem de Deus e alimentarem sua fé, pois ele é o melhor remédio!

Anônimo disse...

Olá boa noite, vim da uma olhadinha e entender um pouquinho sobre esquesofrenia...o que eu posso falar pra vcs tentam ser fortes apesar de serem com todos esses relatos, o que eu quero dizer tentam fazer alguma coisa para se distrair um curso se artesanato, dança algo que gostem. No caso dos cheiros ruins que sentem tentem pegar uma flor e cheira-la um perfume...Nao sei se estou falando bobagem mais so quero ajuda-la...Dancem, cantem vcs vao se sentir melho.

Anônimo disse...

Não deixe seu filho sozinho. . Por me deixarem sozinha c meu pai esquizofrenico grau alto hoje, eu tinha 4 anos, sou borderline pq fui abusada por ele. Mas eu o perdoo pq sei q é doença

Anônimo disse...

Que bosta.a Igreja não cura nada.

Anônimo disse...

Ola amigos,descobri resentemente que tenho esquizofrenia, é orivel vejo pessoas ouço coisas desagradáveis e tenho muito medo, sou casada e tenho 2 filhos meu marido é o unico que esta ao meu lado e cuida de mim meus filhos são pequenos e meus familiares acham que é frescura e que estou endemonhada, fiquei enternada uma semana e eu ainda estou tentando colocar meus pensamentos em ordem mas tenho fé em deus que vou ficar boa novamente.